Main menu

Regulamento

 

1. Público-alvo
A 9ª Feira de Ciências “Hands-on Science” / 5º Concurso “À Descoberta da Luz" está aberta à participação de todos (individualmente ou em grupo) alunos e grupos de alunos de todos os níveis de ensino, desde o pré-primário ao ensino superior, mas também de professores e educadores ou qualquer pessoa que se interesse por este tema.


Os participantes não institucionais serão agrupados em 4 escalões:

  • Escalão A destinado a estudantes ou crianças do ensino pré-escolar ao 1º ciclo (aproximadamente dos 4 aos 8 anos) ;
  • Escalão B destinado a estudantes ou crianças dos 2º e 3º ciclos (aproximadamente dos 9 aos 14 anos);
  • Escalão C destinado a estudantes ou jovens do ensino secundário e profissional (aproximadamente dos 15 aos 18 anos);
  • Escalão D destinado a estudantes universitários, professores e educadores, e outros adultos.

 

A participação de Escolas, ou outras instituições, enquanto tal é também possível estando-lhes destinado um escalão de prémio especial (Escalão E).

Os participantes nos escalões A, B e C terão que indicar e ser devidamente acompanhados por um adulto responsável.

A visita à Feira de Ciências está aberta a toda a comunidade, incluindo visitas de estudo (as escolas devem indicar, com uma antecedência mínima de 2 semanas, a hora e o número de alunos que pretendem visitar a feira através dos e-mail de contacto.


2. Equipas/Grupos

  • Os projetos podem ser apresentados individualmente ou em grupo (preferentemente num máximo de 4 elementos).
  • Os grupos podem ser constituídos por alunos de diferentes idades ou níveis de escolaridade, desde que pertencentes ao mesmo escalão.
  • Após a inscrição final não poderá haver alterações na equipa (mas pode haver ajuste ligeiros da inscrição inicial para a final sendo, no entanto, justificar, brevemente, a alteração).
  • Cada grupo deve indicar um líder da equipa que coordenará o trabalho a ser apresentado por todos os alunos do grupo.
  • No caso dos escalões A, B e C, cada adulto não deverá ser responsável por acompanhar mais do que 5 equipas/projetos. Toda a comunicação feita com a organização deve ser feita apenas pelo professor/adulto responsável.


3. Projectos

  • Os projectos de índole científica, ou não…, podem abordar qualquer área ou áreas de conhecimento
  • Cada elemento ou grupo (correspondente a uma inscrição) pode apresentar apenas um projecto.
  • Não é permitida a alteração do tema do projecto a apresentar após a inscrição final serrealizada.
  • As apresentações dos projectos podem ser feitas de diferentes formas, tais como:
  • Demonstrações;
  • Realização de experiências hands-on (onde os visitantes realizam eles próprios as experiências);
  • Apresentações orais, por poster e/ou multimédia;
  • Performances (teatrais, musicais,…);
  • Outras.

A escolha do material a utilizar no desenvolvimento e na apresentação dos projectos será da responsabilidade dos participantes.


4. Regras de Segurança

  • É obrigatório respeitar as regras de segurança de manuseamento de materiais e reagentes.
  • Não são permitidos projetos que utilizem material que possa pôr em risco quem participa na execução do projeto ou de quem visita a Feira.
  • Não são permitidos projetos que envolvam o maltrato de animais ou pessoas.
  • Não são permitidos projetos que recorram ao uso de substâncias poluentes ou tóxicas, para os seres humanos, animais ou para o meio ambiente.
  • O cuidado e atenção a respeito das questões de segurança será factor importante de avaliação dos trabalhos


5. A Feira de Ciências

  • Na inscrição final as equipas devem indicar o espaço necessário estimado e eventualmente,  nº de mesas (área), cadeiras, pontos de luz, água, … que necessitem ou qualquer outro aspeto relevante à organização, tal como, a necessidade de acessos a pessoas com deficiências.
  • A visita à Feira de Ciências está aberta a toda a comunidade. As visitas de estudo são bem vindas mas será necessário o envio de informação do número de alunos e o horário da visita para melhor organização.
  • Os trabalhos são avaliados por um painel de professores, investigadores universitários e representantes da industria e da sociedade civil.
  • Serão atribuídos prémios e menções honrosas em cada um dos escalões. Todos os alunos participantes e professores responsáveis receberão certificados de participação.


6. Critérios de Avaliação

  • A avaliação dos projetos será feita tendo em conta os seguintes parâmetros:
  • Originalidade das ideias e dos projetos e da sua implementação;
  • Criatividade;
  • Inovação;
  • Rigor experimental e científico. Domínio do tema;
  • Cuidados de segurança;
  • Qualidade científico-técnica e ou artística da apresentação;
  • Qualidade estética da apresentação;
  • Interdisciplinaridade/transversalidade;
  • Envolvimentos de colegas, familiares e/ou da comunidade;
  • Interação com os visitantes e outros participantes.


7. Comité Científico

  • Manuel Filipe Costa, Universidade do Minho (Presidente)
  • Ana Paula Bettencourt, Universidade do Minho
  • Ana Paula Esteves, Universidade do Minho
  • António Fernando Ribeiro, Universidade do Minho
  • Cacilda Lima de Moura, Universidade do Minho
  • Cristina Aguiar, Universidade do Minho
  • Cristóvão Dias, Universidade de Lisboa
  • Euclides Augusto Luís, Instituto Superior Politécnico de Tecnologias e Ciências, Angola
  • Gonçalo Figueira, Universidade de Lisboa
  • Joaquim Carneiro, Universidade do Minho
  • José Figueiredo, Universidade do Algarve
  • Jose Manuel Baptista, Universidade da Madeira
  • Júlia Tovar Aires Campos, Universidade do Minho
  • Maria Dulce Geraldo, Universidade do Minho
  • Maria Fátima Bento, Universidade do Minho
  • Maria Teresa Malheiro, Universidade do Minho
  • Mário Rui Pereira, Universidade do Minho
  • Orlando Frazão, Universidade do Porto
  • Paulo Fiadeiro, Universidade da Beira Interior
  • Paulo Silva Pereira, Universidade do Minho
  • Pedro Pombo, Fábrica - Centro Ciência Viva de Aveiro
  • Rogério Nogueira, Universidade de Aveiro
  • Sandra Franco, Universidade do Minho
  • Susana Silva, INESC-Tec
  • Zita Esteves, Colégio do Minho